Inconsciente

Da Ontopsicologia

Etimologia

Latim inconscius = inconsciente[1].

Significado

Zona psicorgânica não verificável e mensurável pela zona ou momento lógico refletente, o Eu consciente[1].

Quântico existencial ativo não verificável pelo conhecimento responsável ou voluntário, seja no aspecto psíquico que no somático.

É constituído inteiramente pelo quântico existente e ativo do sujeito, psíquico e somático, excluído da consciência e responsabilidade do Eu.

O inconsciente é o quântico de vida e de inteligência por meio do qual nós existimos, mas não conhecemos, isto é, do qual não temos alguma reflexão consciente; é uma parte da vida e da inteligência do homem; uma parte divina, contemporaneamente espiritual e animal, anjo e monstro. O inconsciente é intuição, percepção extrasensorial, espiritual, lógica intelectiva; é o quântico de vida psíquica e somática que o indivíduo é, mas do qual não é consciente e que age de qualquer modo para além da lógica da consciência.

A essência da inconsciente corresponde ao Em Si do homem. O inconsciente não é tenebrosidade de monstros ou caus, mas ordem perfeita da vida no ser humano; É o conjunto global das informações contínuas provenientes do ambiente.

O inconsciente é uma projeção que se estabeleceu na história pela qual nós, hoje, vemos uma parte de nós mesmos, mas não foi determinado pela natureza.

A Ontopsicologia - em práxis clínica, em práxis de autenticação, em práxis empreendedora - é uma ciência que está em condições de colher o critério base do inconsciente, do qual se apreendem os módulos de realização do sujeito. O Em Si ôntico, na sua genialidade, tem sempre o design do sucesso e da autoconstrução vencedora para o sujeito. Deve-se, portanto, indagá-lo e provocá-lo na totalidade das suas referências existenciais. Dada a realidade de ignorância do homem a cerca de si mesmo - a qual é paga com dor, neurose e doença - para alcançar o critério de realidade, é necessário uma psicoterapia de autenticação, análise que consente ao sujeito verificar se ele se conhece por quanto se é. Por este motivo, a Ontopsicologia, entre os seus instrumentos de intervenção, tem também a psicoterapia, que consente ao sujeito recuperar, em total consciência, o quântico de inteligência que é.

Referências

  1. MENEGHETTI, Antonio. Dicionário de Ontopsicologia. 2 ed. rev. Recanto Maestro: Ontopsicologica Editrice, 2008. ISBN 978-85-88381-41-4
Ferramentas pessoais