Psicoterapia

Da Ontopsicologia

Índice

Etimologia

Grego ψυχή = alma, mente.

Grego θεραπέια = obséquio, serviço, cuidado (do Latim cura), atenção, solicitude em relação a deus, aos genitores, às pessoas queridas[1].

De θεραπέυω = venero, ocupo-me com solicitude[1].

Significado

Análise dos processos psíquicos para individuar o ótimo de comportamento global do sujeito[2].

  1. Originariamente, o termo "terapia" denotava uma referência de valor de caráter moral. Deriva do verbo θεραπέυω e significa:
    1. venerar (habitualmente, com referência aos deuses e à autoridade);
    2. ocupar-se com solicitude em relação aos senhores (patrões), aos amigos e aos familiares;
    3. cuidar, em sentido muito elástico.
    O sentido étimo da ação significa: buscar, vigiar o "dom", entendido como "espírito vital", "campo etérico" etc. A palavra θεραπέια significa: obséquio, serviço, cuidado (do Latim cura), atenção, solicitude em relação a deus, aos genitores, às pessoas caras.
  2. O fim primário e único é a autenticação do humano, isto é, a reintegração ou conscientização do original natural em antecipação a cada aculturamento sucessivo não congruente. O fim secundário é o deseaparecimento do sintoma. A cura, ou o sentido terápico (psíquico e somático) atua-se como efeito secundário em consequência a uma variação comportamental do campo decisional ou moral do sujeito.
  3. Quando, em Ontopsicologia, afirma-se que o objeto específico da psicoterapia é a intencionalidade psíquica, entende-se a ação base das modalidades de pensamento e da motivação do existir homem, até a exterioridade somática (o corpo é palavra, o psíquico é direção ativa). Dizer "intencionalidade psíquica" significa simplesmente ver aonde a ação psíquica vai, onde é impedida e como ajudar a pulsão constante variando os comportamentos do Eu consciente, sem jamais inserir nada de alieno. O inconsciente é propriamente uma intencionalidade psíquica individuada, cujos processos efetuam a fenomenologia de um homem como acontecimento aqui e agora de intenção, de emoção e de soma em um contexto histórico.
  4. A psicoterapia é o reformar ou corrigir o Eu segundo a constante direção ou critério do Em Si ôntico, com dissociação do monitor de deflexão.

Ver também

Referências

  1. MENEGHETTI, Antonio. Dicionário de Ontopsicologia. 2 ed. rev. Recanto Maestro: Ontopsicologica Editrice, 2008. ISBN 978-85-88381-41-4
  2. Manual de Ontopsicologia. 4 ed. rev. Recanto Maestro: Ontopsicologica Ed, 2010. ISBN 978-85-88381-52-0
Ferramentas pessoais